Santa Casa de Fernandópolis completa 70 anos de fundação

Há 70 anos o mundo vivia o período pós 2ª Guerra Mundial, o Brasil era comandado pelo presidente Eurico Gaspar Dutra, após o fim da Era Vargas, e Fernandópolis dava seus primeiros passos como município emancipado, depois da união das vilas Pereira e Brasilândia. Fruto das antigas rotas boiadeiras, a cidade já se desenvolvia, vendo sua população e economia crescer ano a ano.

Dentre as preocupações dos líderes daquela época estava a saúde, já que até então a população contava apenas com o auxílio dos poucos consultórios médicos existentes na cidade ou com o atendimento dos hospitais de São José do Rio Preto, Tanabi e Bauru, enfrentando, além da distância, a precariedade das estradas ainda sem asfalto.

É nesse contexto, que naquele verão de 1948, mais precisamente 1º de fevereiro, cerca de 110 homens, das mais diferentes áreas da sociedade, se reuniram e decidiram pela fundação da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Fernandópolis.

Com o envolvimento de toda a comunidade local, os fundadores foram a campo, angariando donativos para a construção do Hospital, que teve seu pontapé inicial em 1952 com a doação de um terreno no antigo Bairro da Estação, pelo Sr. Afonso Cáfaro. No dia 22 de junho do mesmo ano, com a presença da Irmandade, da comunidade e do então Bispo da Diocese de São José do Rio Preto, Dom Lafaiete Libâneo, foi lançada a pedra fundamental da construção, cuja obra final foi inaugurada em 28 de fevereiro de 1956, há 62 anos.

Atualmente, a Santa Casa de Fernandópolis é um dos principais hospitais do extremo noroeste paulista e o único a ser reconhecido como Hospital de Ensino, participando anualmente da formação de cerca de 500 novos profissionais das mais diversas áreas.

Com uma infraestrutura de mais de 14 mil m² e equipamentos de última geração, o Hospital é referência no atendimento médico-hospitalar para mais de 116 mil pessoas de toda a região, oferecendo serviços pelo SUS, planos de saúde e particulares.

A Santa Casa também se destaca no atendimento de urgência e emergência, realização de cirurgias, partos, exames e procedimentos de alta complexidade, como cateterismo, hemodinâmica, tomografia computadorizada, densitometria óssea e hemodiálise, bem como outros serviços de diagnose e terapia, como ecocardiograma, ultrassonografia, endoscopia digestiva, radiologia e laboratório clínico.

Author Info

AsCom - Assessoria de Comunicação

Dener Bolonha - Jornalista MTE 67.400/SP