Santa Casa de Fernandópolis voltará a receber recursos da Nota Fiscal Paulista

Depois da mudança de regra ocorrida no ano passado, a Santa Casa de Fernandópolis voltará a receber os créditos da Nota Fiscal Paulista, graças a um decreto assinado pelo governador do Estado de São Paulo que permitiu que as entidades filantrópicas voltassem a arrecadar as doações com as urnas diretamente nos caixas dos estabelecimentos comerciais.

A partir de agora, a doação volta a ser feita como antigamente, de maneira mais fácil e prática para o consumidor, bastando que depositem as notas fiscais sem CPF cadastrado nas urnas espalhadas pelos estabelecimentos de Fernandópolis e região. A Santa Casa fará a recolha das notas e o cadastro nos sistemas do governo.

Pela regra que estava em vigor desde janeiro deste ano, a doação só seria possível se o próprio consumidor acessasse o aplicativo da Nota Fiscal pelo celular e fizesse o cadastramento da nota e destinação para a entidade, incluindo dados como o CNPJ da instituição, o que dificultou as doações e acabou prejudicando as entidades de todo o estado.

Para o diretor financeiro da Santa Casa, Luciano Jara, essa readequação voltará a beneficiar o Hospital. “Nós sabemos que no dia a dia, a praticidade conta muito para o consumidor. Com esse entendimento que o governo teve, retornando ao método antigo, a Santa Casa volta a receber esses importantes recursos, que no ano passado somaram aproximadamente R$ 76 mil e que são investidos em necessidades essenciais do Hospital.”

Como ajudar?

Para colaborar com a campanha “Ajude a Santa Casa a Salvar Vidas”, basta doar os cupons fiscais sem o CPF ou CNPJ do cliente, o que possibilita que a Santa Casa recupere, em forma de créditos, parte do ICMS efetivamente recolhido pelos estabelecimentos comerciais. As caixas para o recolhimento dos cupons podem ser encontradas em diversas lojas, supermercados e nas portarias da Santa Casa.

O que é a Nota Fiscal Paulista?

Criado em 2007 pelo governo do Estado de São Paulo, o programa “Nota Fiscal Paulista” é um incentivo para que os cidadãos exijam o documento fiscal, recompensado o consumidor com a devolução de parte do imposto embutido nas mercadorias. Quando os consumidores não fazem o cadastro do CPF ou do CNPJ na nota, esses documentos podem ser doados às entidades da área da saúde, como a Santa Casa de Fernandópolis, que então pode receber os créditos e bilhetes para concorrer a sorteios.

Author Info

AsCom - Assessoria de Comunicação