Santa Casa de Fernandópolis participa do “Setembro Amarelo” pela prevenção de suicídios

A cada 45 minutos, um suicídio ocorre no Brasil. Número que poderia ser bem menor com a quebra do silêncio em torno do assunto, já que o suicídio pode ser evitado em mais de 90% dos casos.

No esforço para conscientização sobre o tema, a Santa Casa de Fernandópolis participa da campanha “Setembro Amarelo”, em alusão ao Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para 10 de setembro.

Nesta terça-feira, colaboradores, estudantes e convidados participaram de um momento de conscientização e debate batizado de “Viva a vida! Porque ela vale ouro!”, que teve o professor e psicólogo Me. Oswaldo Longo Júnior como facilitador.

“O debate que realizamos é extremamente importante para os colaboradores, para que eles possam adquirir consciência a respeito das possíveis eventualidades que podem levar as pessoas às ideias suicidas, mas que podem ser revertidas quando você ampara, preventivamente”, destacou Júnior.

Por outro lado, o evento também teve o intuito de debater quanto ao atendimento das pessoas chegam à Santa Casa ou estejam internadas em função de terem tentado suicídio. “Temos que criar uma consciência de como podemos lidar quando já estamos diante desses casos, que podem surgir na rotina do Hospital, já que o suicídio é causa de morte mais alarmante, principalmente entre pessoas de 15 a 29 anos.”

QUEBRANDO O SILÊNCIO

A busca por ajuda pelo telefone, mantida pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) por meio do número 188, passou a atender, de forma gratuita, chamadas de todo o Brasil desde o dia 1º de julho, graças à uma parceria com o Ministério da Saúde.

Sem fins lucrativos, o CVV funciona desde 1962 prestando serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato. O atendimento é feito por telefone (188), e-mail e chat 24 horas pelo site (www.cvv.org.br).

SETEMBRO AMARELO

Há quatro anos a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), promove a campanha nacional Setembro Amarelo.

A todo ano, a campanha ganha o apoio e participação de mais entidades e maior visibilidade. Neste ano, para levantar o assunto o aplicativo de serviço de streaming de música Spotify se junto à campanha, criando uma playlist chamada “188”, que remete ao número de atendimento telefônico do CVV, e conta com mais 3 horas de duração de músicas reflexivas e positivas.

 

*com informações a Agência Brasil

Author Info

AsCom - Assessoria de Comunicação

Dener Bolonha - Jornalista MTE 67.400/SP